Sua internet Wi-Fi está caindo, está muito lenta ou ela não funciona em todos os lugares?

Wi-Fi

 

Aprenda com simples dicas como melhorar sua rede Wi-Fi sem o famoso jeitinho

Os problemas com Wi-Fi normalmente acontecem por causa da sua “facilidade” para configurar e a falta de conhecimento especializado. Muitas pessoas instalam um Roteador ou Access Point de qualquer jeito e com isso dizem que tem uma rede Wi-Fi funcionando, e hoje vou mostrar para vocês que não é bem assim que deve ser feito.

 

Esse post ficou longo mas garanto que irá lhe ajudar bastante.

 

Essas são algumas dicas essenciais para ajudar a ter uma rede Wi-Fi de qualidade.

Primeiramente é preciso criar um projeto pensando onde você precisa de cobertura Wi-Fi, quais são os equipamentos que irão se conectar, sua tecnologia e quantos equipamentos serão. Essa é a parte mais importante para se ter uma boa rede Wi-Fi.

 

Também é preciso saber quais são os equipamentos que irão utilizar o Wi-Fi para que possa ser dimensionado corretamente. Uma TV por exemplo, precisa de uma conexão mais rápida para assistir vídeos, uma impressora não precisa de tanta velocidade já que o arquivo pode ser enviado à medida que é impresso.

 

A tecnologia utilizada pelos equipamentos também irá determinar o tipo de Roteador ou Access Point que você irá utilizar. Equipamentos mais antigos só utilizam os padrões 802.11G, hoje muitos já utilizam a 802.11N e os mais novos se beneficiam do padrão 802.11AC que é o mais rápido podendo passar de 1Gbs de conexão.

 

A quantidade de equipamentos conectado também irá determinar se a sua velocidade de internet é suficiente e quantos Access Points será necessário. Lembre-se que sempre digo equipamentos ou dispositivos porque hoje muitas pessoas têm de 2 a 3 equipamentos, como smartphones, tablets e notebooks.

Um equipamento que trabalha na frequência de 2.4 Ghz normalmente só suporta de 25 a 30 conexões simultâneas. Isso é uma restrição dessa frequência, então não adianta comprar o melhor equipamento que o dinheiro pode pagar que ele não irá conseguir conectar mais do que 25 a 30 dispositivos a 2.4 Ghz e ainda ter uma boa conexão.

Então se precisar mais do que 25 a 30 terá que aumentar o número de APs ou usar a frequência de 5 Ghz, mas irá depender se seus dispositivos suportam essa tecnologia.

 

Lendo isso você já deve ter pensado que pode ter coisa errada com sua rede Wi-Fi, então agora vamos lhe ajudar a resolve-las com algumas dicas simples:

 

Agora vamos ver outros pontos importante para montar uma rede Wi-Fi de qualidade.

1Trocar o canal do roteador pode melhorar muito a qualidade do sinal Wi-Fi.

Para analisar a rede de 2.4 Ghz saia com um smartphone ou notebook andado pelo local e veja a quantidade de rede Wi-Fi que existe, elas podem atrapalhar em muito o seu sinal, com auxílio de um software como o WI-Fi analizer para android ou Windows, com ele você consegue ver as redes próximas a você e principalmente os canais que elas estão utilizando.

Normalmente nos equipamentos temos os canais de 1 a 13, mas na realidade só temos 3 canas que não se sobrepõe, que são o 1, 6 e 11.

Vocês podem ver facilmente no gráfico abaixo as redes sobrepostas: a amarela e a vermelha estão no canal 1 enquanto a azul está no 2 e a ciano no 3. Elas estão se sobrepondo uma a outra causando interferência. A cinza claro está no canal 6 e pode ver que ela não sobrepõe a amarela e nem a magenta que está no 11.

Sempre procure usar esses 3 canais, mas se houver muitas redes nesses canais procure um que tem menos interferência possível, nesse caso podemos tentar usar a 11.

Evite usar acima de 11 pois muitos equipamentos não suportam esse canal dependendo de onde ele é devido as restrições do país de origem.

Wi-fi Analizer

Para as redes de 5 Ghz não temos o problema de sobreposição, então basta verificar o canal que tem menos redes utilizando, há até 42 canais disponíveis a sua escolha;

2Deixar o equipamento sempre em local alto, assim há menos barreiras e o sinal irá ficar melhor;

3Sempre que possível atualizar o firmware do Roteador ou Access Point. Ele normalmente traz correções de problemas, melhora a estabilidade e também correções de segurança;

4Trocar a senha de acesso. Normalmente o roteador vem com uma senha padrão, ela deve ser trocada imediatamente, pois a senha pode ser facilmente encontrada na internet ou com algumas tentativas ela pode ser descoberta e assim comprometer a segurança de sua rede;

5 – Configurar a senha do Wi-Fi utilizando a criptografia WPA2 que é o mais seguro hoje nesses equipamentos e que seja forte (difícil). É imprescindível colocar uma senha no Wi-Fi para que outras pessoas não consigam se conectar na sua rede sem autorização, e ela precisa ser forte pois é fácil descobrir senhas de redes Wi-Fi apenas com alguns programas;

6 Desativar o acesso externo ao roteador, a não ser que seja realmente necessário. Com isso impedimos que alguém que esteja fora da empresa consiga acessar o roteador e alterar qualquer configuração, principalmente o servidor DNS que pode fazer você acessar sites falsos como os de banco que é frequente ocorrer;

7Colocar as antenas na posição correta. As antenas são omnidirecionais então quando elas estão na vertical, o sinal é propagado horizontalmente e se estiver na horizontal o sinal fica vertical. Então caso você tenha que passar o sinal de um andar para o outro deve-se colocar a antena de forma horizontal o que dificilmente vemos as pessoas fazendo. Como muitos roteadores ou Access Points tem duas ou 3 antenas você pode deixar elas em posições distintas, não precisam ficar todas de “pé” como sempre as pessoas deixam;

8 Trocar as antenas muitas vezes não é recomendável pois o equipamento foi fabricado para ter um melhor desempenho com aquela antena, se você colocar uma mais “potente” com certeza terá um maior alcance, mas é muito provável que irá perder em desempenho e estabilidade deixando você mais nervoso;

9Instalar o maior número de equipamentos é o ideal. Lógico que você deve seguir as dicas para que seus Access Points não interfiram um no outro e consigam cobrir a área desejada;

10Evitar ao máximo repetidores. O ideal é passar um cabo de rede e colocar outro AP. Se não for possível ainda temos o Power Line, é um equipamento que usa sua rede elétrica como se fosse o cabo de rede, ele normalmente é vendido em kits, então você coloca um perto do roteador ligado por cabo, os dados irão trafegar pelo cabo de energia que já está instalado e irá sair em outro equipamento ligado na mesma rede elétrica, e normalmente esse segundo equipamento já tem Wi-Fi integrado;

11Evitar clonar a rede Wi-Fi com repetidores ou o Power Line. Isso porque você nunca sabe exatamente onde está conectado e como os equipamentos não tem integração um com outro isso acaba atrapalhando ainda mais sua conexão, diferente de equipamentos mais inteligentes que irei comentar depois;

12Paredes e portas são barreiras e até mesmo o vidro é um bloqueio, o sinal não passa por eles. Todo o material tem um grau de absorção e de reflexão do sinal Wi-Fi então quanto mais barreiras pior será o sinal. Uma das piores barreiras é a água, ela absorve praticamente todo o sinal que chega nela;

13Outros equipamentos sem fio como o telefone podem causar muita interferência, principalmente aqueles com frequência de 2.4 Ghz que é o mesmo do Wi-Fi. Por sorte a maioria que utiliza essa frequência são mais antigos, hoje eles costumam usar a 1.9 Ghz, mas interferem também, conexão bluetooth também entra nessa lista;

14Quanto mais longe pior o sinal e consequentemente pior a velocidade;

15Um equipamento com a conexão fraca pode interferir em toda a rede, baixando a taxa de transferência do Wi-Fi. Por isso que não é o ideal ter apenas um roteador para cobrir toda a área se ela for muito grande ou com muitos obstáculos, pois mesmo que você esteja do lado dele a pessoa mais longe pode interferir na velocidade da conexão dependendo do seu equipamento;

 

Essas formam algumas dicas para lhe ajudar a melhorar sua rede Wi-Fi, mas se chegou até aqui dedique mais 5 minutos de leitura e veja situações reais que ocorrem no dia a dia e que possivelmente pode ser o seu caso e veja que há soluções profissionais no mercado que irão entregar tudo o que você precisa, ou entre em contato conosco que faremos todo o trabalho.

 

Porque economizamos tanto no Wi-Fi em empresas quando gastamos uma pequena fortuna em Servidores, switches, cabeamento e Firewalls?

A resposta muitas vezes é:

Porque não conhecemos muito sobre Wi-Fi e por isso colocamos qualquer coisa.

Muitas vezes na hora de colocar um Wi-Fi no escritório pensamos que é só para usar no celular e que não é muito importante, mas na hora que utilizamos reclamamos que a internet está lenta, quando na verdade pode ser o seu Wi-Fi que não está suportando todos os funcionários, ou que o sinal está muito fraco e por isso também a sensação de estar lento.

Além disso é preciso uma atenção muito especial no Wi-Fi pois além de tudo que falei você provavelmente não tem um controle do alcance dele e alguém pode acessar sua rede da rua apenas com um celular sendo essa uma grande falha de segurança que pode comprometer sua empresa.

Esse é o caminho mais fácil para invadir sua rede e com menos restrições do que tentando acessar pela internet, seria quase a mesma coisa que alguém não autorizado entrar na sua empresa e conectar o cabo de rede no computador, pois como eu disse é fácil descobrir uma senha de Wi-Fi “fraca. ”

 

Normalmente utilizamos os famosos D-link e TPlink, não que eles sejam ruins mas há no mercado outros equipamentos que fogem dessas marcas habituais que utilizamos em casa ou em muitos escritórios e que tem uma performance muito melhor como os equipamentos da Cisco, HP, Sonicwall e outros.

São equipamentos mais inteligentes, com mais configurações que possibilitam você a criar uma rede ainda melhor e lhe proporcionará uma rede rápida e estável.

Com eles conseguimos configurar uma rede Wi-Fi única em todo o escritório ou residência de uma forma inteligente que faz com que as pessoas não tenham que ficar trocando de rede Wi-Fi quando vão de um ambiente para o outro ficando sempre conectado e com a melhor conexão diferente de quando clonamos o SSID do roteador com repetidores.

Um gerenciamento unificado garante uma maior facilidade de configuração de todos os Access Point de uma única vez, sendo possível ainda controlar quem pode ou não se conectar à rede, bloquear o acesso a sites e até mesmo saber o quanto cada pessoa consumiu de internet e de certa forma o que consumiu, como YouTube, Facebook, Netflix e sites em geral.

Com eles é possível até mesmo restringir o sinal não deixando que alguém que esteja fora da empresa consiga se conectar no Wi-Fi.

 

Caso queira melhorar sua rede Wi-Fi, tanto na área de cobertura, na segurança ou no gerenciamento nós da WAN Tecnologia podemos ajudar você a alcançar seus objetivos com qualidade e eficiência.

Write a comment